sábado, 3 de janeiro de 2009

Getting younger!

Url! Um dos atributos de uma coruja é a sua visão privilegiada, noturna e com ângulo de quase 360º. Ora, por que não falar de cinema então? Qualquer coruja gostaria de assistir ao filme do qual falarei.

Bem, estou ansioso (whatahell?). Dia 16 de janeiro estréia nos cinemas O curioso caso de Benjamin Button, que conta a história de um homem que nasce velho e vai ficando cada vez mais jovem. Você consegue imaginar o Brad Pitt MUITO velho? Nem precisa gastar muitas ligações neuroquímicas do seu cérebro, porque você vai poder ver isso no filme. O trabalho de maquiagem é excelente!

O foco do filme, que já é bem mencionado para receber indicações ao Oscar 2009, é a relação homem/tempo que não precisa ser necessariamente linear - o tempo é uma ilusão, como diz o outro. O longa é uma adaptação de um conto do escritor americano Scott Fitzgerald.

O diretor do filme é o genial David Fincher. Aquele que já dirigiu Zodíaco, Se7en e o espetacular, viciante, magnífico Clube da Luta, também com Brad Pitt. Quanto ao roteirista, é Eric Roth, o mesmo de Forrest Gump. Não posso esquecer da maravilhosa Cate Blanchett, interpretando Daisy, par romântico de Benjamin. Que time, heinhô, Batista?

Portanto, tenho muitos motivos para estar ansioso, mas dia 16 está ali! Abaixo, o trailer do filme:


Postado por João "Axim" Homrich.

2 comentários:

  1. isso tudo me parece ter sido muito inspirado por aquele clássico texto do Chaplin:

    "A coisa mais injusta sobre a vida é a maneira como ela termina. Eu acho que o verdadeiro ciclo da vida está todo de trás pra frente. Nós deveríamos morrer primeiro, nos livrar logo disso.

    Daí viver num asilo, até ser chutado pra fora de lá por estar muito novo. Ganhar um relógio de ouro e ir trabalhar. Então você trabalha 40 anos até ficar novo o bastante pra poder aproveitar sua aposentadoria. Aí você curte tudo, bebe bastante álcool, faz festas e se prepara para a faculdade.

    Você vai para colégio, tem várias namoradas, vira criança, não tem nenhuma responsabilidade, se torna um bebezinho de colo, volta pro útero da mãe, passa seus últimos nove meses de vida flutuando. E termina tudo com um ótimo orgasmo! Não seria perfeito?"

    Eu não tinha ouvido falar desse filme ae, mas fiquei curioso e interessado, vo fica ligado.
    valeu a dica joão!

    ResponderExcluir
  2. auhauhahu gostei da tua idéia =D

    ResponderExcluir